Safiras do Senepol divulga vencedoras da Edição 2016.1

14492435_1113894975314381_4078637070006145618_n

O resultado do Programa de Avaliação e Qualificação de Doadoras Senepol – Edição 2016.1 (Safiras do Senepol) foi divulgado no último sábado (01/10), em Pirajuí/SP. O evento contou com a participação de mais de 150 pessoas, entre criadores, pesquisadores, técnicos e profissionais de empresas parceiras.

Nesta 13 ª edição do Safiras do Senepol participaram fêmeas PO, com registro genealógico de nascimento e com peso mínimo de 250 kg pertencentes a diversos criatórios do país. A prova teve duração de 91 dias, sendo 21 dias de adaptação e 70 dias efetivos de prova. Elas foram ranqueadas pelo Índice Safiras, estabelecido pela equipe técnica da Embrapa Geneplus, que leva em conta Reprodução (25%), Desempenho Ponderal (25%) Carcaça (25%), Eficiência Alimentar (20%) e Morfologia (5%). “Estamos satisfeitos com a oportunidade de, através deste Programa, contribuir para o crescimento responsável e sustentável da raça Senepol no Brasil e gratos pela confiança de todos que apoiam e participam deste Programa.”, diz o supervisor técnico do Programa Safiras, Júnior Fernandes.

O programa tem como objetivo identificar o real potencial genético e econômico de cada animal, independente de sua beleza, pedigree ou criador. Desde que foi criado, em 2009, já foram avaliadas 2 mil fêmeas. Segundo Júnior Fernandes, muitos animais comercializados nos principais leilões da raça foram vendidos com a garantia de se tornarem uma safira e agora estão confirmando essa tendência, em uma demonstração clara de que é preciso qualificar e avaliar os rebanhos para garantir uma seleção séria e de qualidade.

“O Senepol cresce através de um modelo básico de venda de doadoras onde as pessoas compram três, quatro animais e, por meio das técnicas de FIV e TE, replicam isso com muita velocidade. Então precisamos ter esse compromisso com o mercado de vender animais que possam produzir ao final um touro superior. Não dá para fazer touro bom de vaca ruim. As doadoras avaliadas pelo Safiras são superiores em um conjunto de avaliações, que passam por reprodução, ganho de peso, eficiência alimentar e carcaça. Tudo isso compõe o Índice Safira, permitindo dizer que esses animais realmente têm competência para produzir um touro melhorador.”, explica Fernandes.

Confira a seguir o resultado-final-safiras-2016-1

14457503_1114917608545451_5654239321478573279_n

os_campeoes_do_grupo1_safirasOs campeões do Grupo 1